Iedi: retração na indústria é resultado da política de juros e de crédito do BC

O Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi) avalia que as causas do fraco desempenho da indústria no último trimestre de 2008 foram os juros altos e a falta de crédito. “Tendo a presente crise afetado precisamente os setores automobilístico e bens de capital no Brasil e em todo mundo, era incontornável uma forte retração industrial no país. A queda da produção industrial foi, no entanto, muito mais ampla em razão das políticas de juros e de crédito”, diz o Iedi.

A produção industrial apresentou uma queda acentuada de 12,4% em dezembro frente a novembro, acumulado uma retração de 19,8% de setembro a dezembro. Em todo o ano passado, houve um crescimento de 3,1%, segundo os números divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na terça-feira (3).

“O Banco Central não reagiu à altura da gravidade da crise ao manter por tempo demasiadamente longo a taxa de juros básica muito elevada que vigorava no país (13,75% a.a.) antes da redução finalmente decidida pela autoridade monetária em janeiro último (para 12,75% a.a.)”, afirma o Instituto.

O Iedi observa que cerca de 40% da expansão da indústria de 6,5% registrada de janeiro a setembro se devia ao setor automobilístico e ao de máquinas e equipamentos, ou seja, apenas dois ramos em 27 pesquisados pelo IBGE. Com o declínio nesses dois segmentos, segundo o Iedi, “seria inevitável um forte revés da indústria brasileira diante da gravidade da crise internacional”.

Além disso, o Banco Central “não obteve êxito nas medidas que adotou com o objetivo de restaurar o crédito interno. Este sofreu uma dramática retração tão logo teve início a crise internacional e só muito parcialmente, e com taxas de juros extraordinariamente mais elevadas, vem reagindo às medidas adotadas. Estas consistiram basicamente em ações pontuais e tímidas na área do crédito setorial, como nos casos do financiamento para exportação e crédito agrícola”.

O Instituto lembra que o BC não fez nenhuma ação para transformar em crédito os recursos liberados do compulsório: “As ações principais consistiram em ampliações significativas na liquidez bancária sob a forma de reduções de recolhimentos compulsórios dos bancos. O montante de recursos liberados alcançou quase R$ 100 bilhões, mas, como não houve qualquer indução para que esta enxurrada de liquidez abastecesse o crédito, não houve recuperação deste e tampouco a maior liquidez serviu para evitar que as taxas de juros dos financiamentos aumentassem vigorosamente”.

A política econômica, defende o Instituto, deve ser direcionada para ampliar os investimentos públicos e apoiar os investimentos privados, principalmente nos setores fundamentais para a geração de emprego e renda, com destaque para a habitação popular.

 


Primeira Página

 

Página 2

Escalada de juros do BC reduz expansão industrial à metade

Com as vendas em alta, cartel das montadoras quer baixar salários e impostos

Empresários defendem redução imediata da Selic para um dígito

Para CNI, país não pode esperar pela próxima reunião do Copom

Iedi: retração na indústria é resultado da política de juros e de crédito do BC

Petrobrás anuncia projetos para acelerar a produção e a exploração no pré-sal

Expediente

Página 3

Dilma anuncia mais verba para o PAC e aceleração das obras

Para CNT/Sensus, a aprovação de Lula bate novo um recorde

Áreas social e econômica tiveram avanços com Lula, afirmou Sarney

PSDB racha na Câmara

Base aliada chega a acordo e nova Mesa do Senado é empossada

Virgílio espiona colegas tucanos

Lula determina que ministros façam tudo para ampliar crédito

Justiça eleitoral investiga o governo de São Paulo por uso ilegal de empresa pública

Bernardo critica cortes de Delcídio

 

 

 

 

 

 

 

Página 4

Centrais debatem com governo extinção do fator previdenciário

‘Quem demitir vai perder os benefícios que o Estado concedeu’, adverte Requião

Relator convida centrais a elaborar proposta conjunta

Prefeitos vão a Brasília para discutir PAC

Aprovada no Senado, PEC dos vereadores vai para a Câmara

Justiça condena ex-prefeito do Guarujá

CARTAS

Página 5

Operários da construção aprovam greve por aumento real na BA e PB

Trabalhadores de Camaçari rechaçam arrocho salarial: “15% de ganho real ou obra parada”

Com vários lançamentos imobiliários, construtoras  abrem vagas em Curitiba

CUT realiza manifestações em todo o país no dia 11: “Manter empregos e salários é garantir que o mercado interno continue em expansão”

Metalúrgicos do ABC revertem  demissões da TRW em Diadema

Um relato da Bolívia revolucionária

Página 6

Atrelamento aos EUA faz PIB do México encolher em 2009

Néstor Kirchner demanda dos empresários argentinos: “Não toquem em nenhum emprego”

Grécia: agricultores ocupam porto e fecham rodovias por subsídios para enfrentar a crise

Ex-governador denuncia sabotagem de Uribe à libertação dos reféns das Farc

Venezuela inaugura duas hidrelétricas do plano nacional de eletrificação

Sul-coreanos denunciam prisões e violência contra a imprensa

 

Página 7

EUA: crise agrava-se enquanto Republicanos atrasam o pacote

Obama fixa teto para executivos de empresas penduradas no Tesouro

Citibank arrombado paga US$ 4 bilhões de bônus

Funcionários públicos vão à greve na Alemanha por reajuste salarial

Rússia e Bielorrússia vão construir sistema único de defesa antiaérea

Congresso dos EUA aprova assistência médica a 11 milhões de crianças pobres

Guerrilha afegã destrói ponte e fecha rota de suprimentos de tropas norte-americanas

Das consequências do revisionismo (2)

Governo do Quirguistão anuncia o fechamento de base dos EUA

 

Página 8

Das dificuldades de Obama (2) 

Leia

Sob pressão, BC recua juro outro pontinho e meio

Desnacionalização e gestão temerária sufocam a Embraer

Solução para a Embraer é voltar a ser do Estado

Febraban diz que reduz spread se a União pagar conta de inadimplentes

“Decisão do governo é não emprestar a quem desemprega”, diz Lula

Lula: “Eles cultivam o ódio dos de cima contra os de baixo” 

BC assalta 80 bi das reservas para ajudar bancos em Wall Street

Juros e pilantragem de múltis fazem produção industrial encolher 19%

Repatriamento de capital por múltis ameaça as contas externas do Brasil

Juro alto do BC é o fundamento do spread aloprado

Conselheiros do CDES pedem a antecipação da reunião do Copom

Meirelles recua debaixo de vara e reduz os juros em um pontinho

Centrais fecham com Lula ofensiva contra os juros, demissões e redução dos salários

Fiesp abre guerra contra os salários dos trabalhadores

BB paga R$ 4 bilhões para Votorantim ficar com o controle do BV

Juros e alarmismo midiático freiam a produção industrial

 Israel testa Obama com chacina contra palestinos em Gaza

Para Lula, juros têm que cair no começo de 2009

Para nababos da Vale, povo duro é a melhor receita contra a crise

“Toma o beijo da despedida, seu cachorro!”

Meirelles afronta o Brasil e não reduz taxa de juros para jogar país na crise

Alencar mantém BC sob pressão: “esses juros são anomalia”

Lula a Meirelles: “juro está além daquilo que o bom senso indica”

Montadoras almoçam os R$ 8 bi do crédito e mantêm ameaça de demitir trabalhadores

Meirelles diz que não aceita baixar juro para priorizar crescimento

Juro alto dissipa 29% da renda disponível no país, afirma Ipea

Procurador avalia que há provas para Daniel Dantas pegar um ano a mais que Al Capone

“Gasto público que precisa ser cortado é o juro”, diz Ipea

Meirelles quer que Brasil traia o compromisso com G-20 sobre redução do juro

China põe R$ 1 trilhão na infra-estrutura para crescer 9% em 2009

EUA responde à crise votando em massa na mudança

Fusão de Unibanco com Itaú torna mais anti-social sistema financeiro privado

Banqueiros põem o compulsório no bolso e dão uma banana ao crédito

Greve da Polícia Civil cresce e responde a Serra nas ruas de SP

Eleições em S. Paulo opõem integridade de Marta à dissimulação indecorosa de Kassab

Governador trai promessa e dá ordem para PM atacar policiais

Marta sobe porque é Lula. Kassab cai porque é oposição

Retratação de Gabeira reafirma preconceito contra “suburbanos”

Inauguração da P-51 é resposta do Brasil à crise

Eleições dão vitória aos aliados de Lula em todas as regiões

Lula pede a S. Paulo que vote em Marta: “temos as mesmas idéias e projetos”

Veto popular assusta republicanos e trava bailout de US$ 700 bi a especulador falido

Economia na mão de especuladores levou EUA à crise, diz Lula

Para Serra, Kassab é leal. Alckmin, não

Lula mobiliza PF para fechar nossa fronteira a terroristas da Bolívia

Kassab usa Ama para passar verba pública aos grupos privados

Com inflação em queda, BC eleva juro para afundar o Brasil em 2009

Comando do Exército desmente Jobim: “a maleta da Abin não serve para escutas”

Maleta não faz grampo, apenas a varredura, diz técnico da Abin

Quadrilha pró-Dantas acusa Abin de gravar seu truta no Supremo

Trabalhadores se unem e dão apoio unânime à Marta

China desbanca EUA da liderança olímpica

Tucanos vão ao STF para derrubar o piso salarial de professor

Magistrados armam barraco no Supremo

Lula convoca UNE a deflagrar campanha do ‘Pré-sal é Nosso!’

Kassab responsabiliza Alckmin por atrofia do Metrô-SP e vice-versa

BC faz do Brasil último peru com farofa em mesa de especulador, diz Delfim Netto

Alckmin tira o corpo fora e põe na conta de Serra o desastre da Linha 4 do Metrô

BC manipula previsão de crescimento para forçá-lo a despencar