Banda larga em todos os municípios só daqui a dez anos, diz Paulo Bernardo

Depois de implodir o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), elaborado no governo Lula, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, estimou em R$ 125 bilhões o custo para implantação da banda larga em todos os municípios do país, advindos, segundo ele, de recursos públicos e privados, em um prazo de dez anos.

De acordo com matéria do site do Ministério, uma das possibilidades de investimentos de recursos privados, aventados por Bernardo, viria do leilão da faixa de 700 MHz. A contrapartida das empresas vencedoras do leilão seria a construção de rede de fibra óptica. Ou seja, não vai haver investimento privado nenhum, como demonstra o descumprimento por parte das teles na universalização da telefonia e também na implantação da banda larga.

Tanto assim, como diz o próprio ministro, que há 2 mil municípios sem banda larga, pelo simples motivo que as teles só atuam nos municípios mais ricos e mesmos nestes nos bairros de alta renda.

Na verdade, os recursos para obra de infraestrutura sairiam é dos cofres do Estado, via desonerações e financiamentos dos bancos públicos (BNDES, Banco do Brasil e Caixa), como ele mesmo já informou que está em estudo nos ministérios das Comunicações da Fazenda a liberação desse tipo de crédito.
Depois o ministro reclama de ser chamado de ministro do trim-trim.

VALDO ALBUQUERQUE


Capa
Página 2
Página 3

ANP diz que pretende entregar pré-sal às múltis de 2 em 2 anos

Advogados de réus da AP 470 repudiam Barbosa por cercear direito de recursos

Dilma parabeniza Nicolás Maduro pela vitória eleitoral na Venezuela

Lula aplaude Maduro e critica EUA: ‘vira e mexe os americanos cismam em contestar uma eleição’ 

Requião: governo caiu na armadilha da privatização

Gleisi rejeita respeitar autonomia do porto de Suape, como pediu Eduardo Campos

“Barbosa acha que pode tudo”, afirma líder da Associação dos Magistrados

Tarso: A “Grande Mídia” é intolerante -1

Banquete pago por advogado para Luiz Fux pega mal e é cancelado

Página 4 Página 5 Página 6

Atos em Washington e Nova Iorque exigem fechamento de Guantánamo

Torturas no campo de concentração leva a rebelião dos presos e greve de fome

   Portugueses exigem fim do arrocho e do desemprego em ato comandado pela CGTP

Ingleses lotam Trafalgar Square para expressar sua repulsa a Thatcher cantando: “A bruxa está morta!”

Guantánamo está me matando

RPDC quer que Coreia do Sul se desculpe por desrespeito à imagem dos líderes nacionais

EUA usa seus drones para atacar funerais no Paquistão

Página 7 Página 8

As razões da Coreia Popular frente à agressão dos EUA & seus satélites