Requião: governo caiu na armadilha da privatização  

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) afirmou no debate "Ativismo nas Redes Sociais", realizado dentro do 2º ParanáBlogs, evento que reuniu blogueiros de todo o país em Curitiba, no último final de semana, que o governo está caindo na armadilha das privatizações. "Eles estão desesperados com a falta de investimentos e caíram na armadilha de que tem que privatizar", disse o senador.

"Espalhou-se a idéia de que todo o administrador público é ladrão e isso paralisou o governo. O ano passado o Ministério dos Transportes tinha 17 bilhões no orçamento para investimentos. Conseguiu investir apenas 3 bilhões. Investiu 10% dos recursos para saneamento básico. Ou seja, o governo está parado", avaliou Requião. "E aí, o produto interno bruto cresceu apenas 0,9%, quando era difundido que cresceria 4,5%. E eu, na tribuna do senado, dizia que não chegaria a 1%", destacou. "Aí o que vemos é o governo partir para o liberalismo", denunciou Requião.

"Bateu o desespero e aí eles insistem na idéia de ressuscitar o espírito de Margareth Thatcher", ironizou o senador. "Não conseguiram mobilizar o país e estão aí as ferrovias privatizadas, aeroportos privatizados, portos privatizados", prosseguiu Requião. Ele lembrou também que "o dinheiro público vai ser usado pelos bancos para financiarem as privatizações". "Esta é uma reivindicação antiga dos banqueiros", lembrou o parlamentar. "A nossa coligação só pensa em se manter no governo, sem um projeto nacional", frisou o senador peemedebista.

"A imprensa", prosseguiu Requião, "diz que o nosso governo é um governo de ladrões, um governo de mensaleiros. Mas, essa mesma mídia silencia, não faz críticas, ao contrário, faz elogios para as privatizações. Grandes espaços são dados para o Paulo Bernardo e a Gleisi Hoffmann para eles venderem a idéia das privatizações". "Porque, convenhamos, concessão de 25 anos prorrogáveis por mais 25 anos com cláusula de reversão dos investimentos, que são contabilizados no fim da concessão com correção monetária, é um processo irreversível. É o mesmo que privatização", alertou.


Capa
Página 2
Página 3

ANP diz que pretende entregar pré-sal às múltis de 2 em 2 anos

Advogados de réus da AP 470 repudiam Barbosa por cercear direito de recursos

Dilma parabeniza Nicolás Maduro pela vitória eleitoral na Venezuela

Lula aplaude Maduro e critica EUA: ‘vira e mexe os americanos cismam em contestar uma eleição’ 

Requião: governo caiu na armadilha da privatização

Gleisi rejeita respeitar autonomia do porto de Suape, como pediu Eduardo Campos

“Barbosa acha que pode tudo”, afirma líder da Associação dos Magistrados

Tarso: A “Grande Mídia” é intolerante -1

Banquete pago por advogado para Luiz Fux pega mal e é cancelado

Página 4 Página 5 Página 6

Atos em Washington e Nova Iorque exigem fechamento de Guantánamo

Torturas no campo de concentração leva a rebelião dos presos e greve de fome

   Portugueses exigem fim do arrocho e do desemprego em ato comandado pela CGTP

Ingleses lotam Trafalgar Square para expressar sua repulsa a Thatcher cantando: “A bruxa está morta!”

Guantánamo está me matando

RPDC quer que Coreia do Sul se desculpe por desrespeito à imagem dos líderes nacionais

EUA usa seus drones para atacar funerais no Paquistão

Página 7 Página 8

As razões da Coreia Popular frente à agressão dos EUA & seus satélites