Gleisi rejeita respeitar autonomia do porto de Suape, como pediu Eduardo Campos

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), disse que só vai se manifestar sobre o relatório da Medida Provisória 595, conhecida como MP dos Portos, depois da apresentação do texto final do documento. "Eu só vou falar depois, quando tiver o texto do Congresso. Agora, não é a opinião da ministra, agora é a opinião dos que vão votar, que são os deputados e os senadores", declarou na segunda-feira (15).

O texto deveria ter sido entregue no último dia 10, mas o relator, senador Eduardo Braga (PMDB-AM), acabou adiando após o Planalto demonstrar resistência às mudanças contidas no documento. O prazo para que a MP expire é 16 de maio.

Eduardo Campos já tinha se posicionado contra a postura do governo de retirar a autonomia do Porto de Suape, mesmo depois de a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, ter descartado a possibilidade da União abrir exceção para que a Companhia Docas de Pernambuco seja responsável pela licitação do porto de Suape, como deseja o governador.

"A lei tem de valer para todos. É um planejamento integrado, pensando na modernização e na eficiência do sistema portuário, pensando no funcionamento dos portos do país como um todo, de forma integrada", disse Gleisi.

O governador é um dos principais opositores ao texto da MP no capítulo que trata das licitações dos portos hoje comandados pelas Docas. Segundo Campos, a centralização da gestão como está prevista na Medida Provisória pode atrasar e prejudicar o planejamento regionalizado que hoje é feito pelos estados. Ele defende a manutenção da autonomia dos estados que possuem portos para gerir os projetos regionais.


Capa
Página 2
Página 3

ANP diz que pretende entregar pré-sal às múltis de 2 em 2 anos

Advogados de réus da AP 470 repudiam Barbosa por cercear direito de recursos

Dilma parabeniza Nicolás Maduro pela vitória eleitoral na Venezuela

Lula aplaude Maduro e critica EUA: ‘vira e mexe os americanos cismam em contestar uma eleição’ 

Requião: governo caiu na armadilha da privatização

Gleisi rejeita respeitar autonomia do porto de Suape, como pediu Eduardo Campos

“Barbosa acha que pode tudo”, afirma líder da Associação dos Magistrados

Tarso: A “Grande Mídia” é intolerante -1

Banquete pago por advogado para Luiz Fux pega mal e é cancelado

Página 4 Página 5 Página 6

Atos em Washington e Nova Iorque exigem fechamento de Guantánamo

Torturas no campo de concentração leva a rebelião dos presos e greve de fome

   Portugueses exigem fim do arrocho e do desemprego em ato comandado pela CGTP

Ingleses lotam Trafalgar Square para expressar sua repulsa a Thatcher cantando: “A bruxa está morta!”

Guantánamo está me matando

RPDC quer que Coreia do Sul se desculpe por desrespeito à imagem dos líderes nacionais

EUA usa seus drones para atacar funerais no Paquistão

Página 7 Página 8

As razões da Coreia Popular frente à agressão dos EUA & seus satélites