Santo Antônio e Jirau: operários conquistam 11% de reajuste salarial 

Os operários da Usina Hidrelétrica de Jirau e de Santo Antônio, em Rondônia, aceitaram o acordo proposto pelo Consórcio Construtor Camargo Corrêa na manhã da última sexta-feira, dia 12, após assembleias realizadas no canteiro de obras da usina. Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção Civil (Sticcero), Raimundo Soares da Costa (Toco), os trabalhadores conquistaram um reajuste salarial de 11% para quem ganha até R$ 2.650,00, e aumento no valor da cesta básica, que passou de R$ 270 para R$ 350. Os trabalhadores retornaram ao trabalho, após nove dias de paralisação.

Os operários entraram em greve no dia 2 deste mês reivindicando reajuste salarial de 18%, aumento no valor da cesta básica e maior Participação no Lucro de Resultados (PLR). No dia 5 de abril, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) em Porto Velho intercedeu em uma audiência de conciliação, mas na ocasião não houve acordo.

Com isso, os trabalhadores mantiveram a mobilização, e avançaram nas conquistas. Conforme o sindicato, também entrou no acordo o valor do auxílio creche de R$ 180,00 e um auxílio de R$ 450,00 para quem filho excepcional, além da PLR de 33 horas ao mês. Os dias parados não serão descontados no pagamento.

“Estamos satisfeitos com as negociações. Os trabalhadores foram respeitados e puderam participar diretamente das negociações, pois uma Comissão de Trabalhadores foi formada e tiveram - pela primeira vez - voz na mesa de negociações”, disse.

O sindicalista ressaltou que o empenho dos operários servirá como referencial para outras negociações que estão em andamento pelo Brasil, visto que a data-base do dissídio coletivo é 1º de maio. “Nosso acordo é hoje um exemplo de empenho, dedicação, trabalho e honestidade que a atual diretoria do Sticcero tem realizado e prova que a confiança depositada pelos trabalhadores - em nosso sindicato - só fortaleceu as negociações e hoje estamos conscientes do dever cumprido e recebendo os elogios daqueles que é a razão de nosso trabalho sindical”, disse.


Capa
Página 2
Página 3

ANP diz que pretende entregar pré-sal às múltis de 2 em 2 anos

Advogados de réus da AP 470 repudiam Barbosa por cercear direito de recursos

Dilma parabeniza Nicolás Maduro pela vitória eleitoral na Venezuela

Lula aplaude Maduro e critica EUA: ‘vira e mexe os americanos cismam em contestar uma eleição’ 

Requião: governo caiu na armadilha da privatização

Gleisi rejeita respeitar autonomia do porto de Suape, como pediu Eduardo Campos

“Barbosa acha que pode tudo”, afirma líder da Associação dos Magistrados

Tarso: A “Grande Mídia” é intolerante -1

Banquete pago por advogado para Luiz Fux pega mal e é cancelado

Página 4 Página 5 Página 6

Atos em Washington e Nova Iorque exigem fechamento de Guantánamo

Torturas no campo de concentração leva a rebelião dos presos e greve de fome

   Portugueses exigem fim do arrocho e do desemprego em ato comandado pela CGTP

Ingleses lotam Trafalgar Square para expressar sua repulsa a Thatcher cantando: “A bruxa está morta!”

Guantánamo está me matando

RPDC quer que Coreia do Sul se desculpe por desrespeito à imagem dos líderes nacionais

EUA usa seus drones para atacar funerais no Paquistão

Página 7 Página 8

As razões da Coreia Popular frente à agressão dos EUA & seus satélites