Bombas matam 3 e ferem 144
em Boston durante maratona

   Duas explosões, quase simultâneas, mataram três pessoas, inclusive uma criança de oito anos, e feriram pelo menos 144 na segunda-feira (15) nas imediações da linha de chegada da Maratona de Boston, a mais antiga competição do gênero no mundo, e muito popular, com cerca de 20 mil participantes e mais de meio milhão de espectadores.

  As explosões ocorreram por volta de 14h50 locais, e os vencedores já haviam sido homenageados há três horas, restando apenas os retardatários. Entre os casos mais graves há nove crianças, e pacientes continuam a lutar por suas vidas, sendo que muitos tiveram pernas amputadas. O FBI ainda não sabe a quem acusar, e o presidente Obama prometeu punir os responsáveis.

  Outras duas bombas foram encontradas e desarmadas. Uma terceira bomba teria explodido nas imediações da Biblioteca JFK. Logo a seguir às explosões foram tomadas medidas de segurança em Boston, com o encerramento de parte do respectivo espaço aéreo, bem como em Nova Iorque e em Washington.

  Segundo a Reuters, uma fonte oficial da Casa Branca disse que o caso será tratado como um “ato de terrorismo”, assinalando porém que é preciso apurar se o ataque veio do exterior ou se foi “doméstico”. Segundo a Associated Press, mais de 1000 agentes foram mobilizados para a investigação.

  “Vemos muitos ferimentos causados por estilhaços”, descreveu Peter Fagenholz, cirurgião de traumas no Hospital Geral de Massachusetts, aos jornalistas. “Alguns doentes vão ter de repetir as operações nos próximos dias”, acrescentou.

 


Capa
Página 2
Página 3

ANP diz que pretende entregar pré-sal às múltis de 2 em 2 anos

Advogados de réus da AP 470 repudiam Barbosa por cercear direito de recursos

Dilma parabeniza Nicolás Maduro pela vitória eleitoral na Venezuela

Lula aplaude Maduro e critica EUA: ‘vira e mexe os americanos cismam em contestar uma eleição’ 

Requião: governo caiu na armadilha da privatização

Gleisi rejeita respeitar autonomia do porto de Suape, como pediu Eduardo Campos

“Barbosa acha que pode tudo”, afirma líder da Associação dos Magistrados

Tarso: A “Grande Mídia” é intolerante -1

Banquete pago por advogado para Luiz Fux pega mal e é cancelado

Página 4 Página 5 Página 6

Atos em Washington e Nova Iorque exigem fechamento de Guantánamo

Torturas no campo de concentração leva a rebelião dos presos e greve de fome

   Portugueses exigem fim do arrocho e do desemprego em ato comandado pela CGTP

Ingleses lotam Trafalgar Square para expressar sua repulsa a Thatcher cantando: “A bruxa está morta!”

Guantánamo está me matando

RPDC quer que Coreia do Sul se desculpe por desrespeito à imagem dos líderes nacionais

EUA usa seus drones para atacar funerais no Paquistão

Página 7 Página 8

As razões da Coreia Popular frente à agressão dos EUA & seus satélites