Chanceler russo Lavrov: armas químicas em mãos dos contras devem ser destruídas

O chanceler russo Serguei Lavrov afirmou que é preciso destruir as armas químicas em posse dos contras na Síria. A declaração foi feita na terça-feira (24) após reunião com o secretário de Estado John Kerry, que discutiu a implementação do acordo de Genebra para controle e eliminação das armas químicas na Síria. Tanto os especialistas russos, como a inspetora da ONU Carla Del Ponte, já assinalaram que foram os contras que realizaram ataques com gás sarin, e Rússia e Síria pediram a investigação de mais quatro ataques com armas químicas em agosto.

“Tanto a parte russa como a norte-americana acentuamos que é necessário falar da destruição de todas as armas químicas que se encontram na Síria, porque há sérias preocupações de que parte dos componentes perigosos esteja em posse da oposição”, destacou Lavrov. “Nossas conversações foram produtivas e temos uma compreensão comum de como seguir adiante com base no acordo alcançado em Genebra”.

A reunião abrangeu a discussão sobre a preparação das decisões do Conselho Executivo da Organização para a Proibição das Armas Químicas (OPAQ) e a resolução do Conselho de Segurança da ONU em apoio à decisão de eliminar as armas químicas na Síria.

“Confirmamos a validade dos enfoques que estão estabelecidos nesse acordo. Estes enfoques foram respaldados pela esmaga-dora maioria dos países da ONU”, acrescentou o chanceler russo. “Esperamos poder chegar à Resolução dentro do acordo de Genebra. A resolução será aprovada enquanto os membros do Conselho Executivo da OPAC votem sua decisão. A OPAC desempenha um papel importante nesta questão”, finalizou.
 


Capa
Página 2
Página 3

Dilma: espionagem dos EUA fere e afronta o Direito Internacional

A Shell perfurou em 2001 no local e não achou nada. Se não fosse pela Petrobrás, campo de Libra não existiria, diz Siqueira

CUT orienta todas as suas entidades para lutarem contra o leilão do campo de Libra

Felício: a soberania nacional está em jogo; tem que suspender o leilão de Libra imediatamente 

“Dilma, não entregue nosso pré-sal a empresas estrangeiras”, pede Stédile

Entidades da Educação enviam carta a Dilma e defendem a suspensão do leilão de Libra

Professor Luiz Moreira: “Denúncia do “mensalão” se baseou em suposições. É mera peça de ficção”

TSE aprova registro do SDD, o partido de Paulinho da Força

Para Lula, segundo mandato de Dilma será “infinitamente melhor”

Página 4 Página 5 Página 6

Bangladesh: têxteis em greve para elevar mínimo de 85 a 230 reais

Trabalhistas ingleses denunciam arrocho e recessão de Cameron

México: professores tomam as ruas contra a privatização do ensino e em defesa da Pemex

“O mundo estaria melhor se EUA deixasse de intervir”, afirma Assad

Presidente da África do Sul defende soberania da Síria

Chile: a anatomia de um golpe -5

Página 7 Página 8

  

Getúlio lança a Petrobrás: “no petróleo, o controle nacional é imprescindível” (2)