Bloqueio dos EUA a Cuba é ‘Plano Marshall’ às avessas: perdas vão a US$ 121 bilhões
 

Conforme denúncia do governo de Cuba, o bloqueio econômico, financeiro e comercial imposto pelos EUA provocou perdas de US$ 121 bilhões, um ‘Plano Marshall’ às avessas. Durante meio século, os EUA praticaram contra a Cuba socialista a receita de Nixon para desestruturar o Chile: “fazer a economia gritar”.

Para abafar a revolução, Washington se arrogou o ‘direito’ de estender suas leis contra Cuba aos outros países, por exemplo, punindo o banco francês BNP Paribas com multa de US$ 9 bilhões por transações com Cuba, que eram perfeitamente legais sob as leis francesas e europeias (“extraterritorialidade”). Navios que transportassem mercadorias para a Ilha, ou ali fizessem uma breve escala, ficavam depois sem poder atracar em portos dos EUA por seis meses. Empresas que comercializassem com Cuba ficavam sujeitas a perseguições e pesadas penalidades. As empresas norte-americanas não podiam vender a Cuba e até as comunicações estavam cortadas.

Há 24 anos as Assembleias Gerais da ONU vêm aprovando por larga margem - e nos últimos anos só Israel vota com os EUA - a condenação ao bloqueio a Cuba. O isolamento se reproduziu nas cúpulas das Américas de Trinidad e Tobago, de 2009, e Cartagena, Colômbia, em 2012, que exigiram o fim do embargo e a participação de Cuba no VII encontro da OEA no Panamá, em 2015, afinal, conquistada.

 

Capa
Página 2
  Página 3

Povo brasileiro exige imediata convocação de eleições gerais

Partidos na ABI concluem: o caminho é chamar o povo às urnas e resolver a crise

Ministro da Justiça provoca revolta na PF

Para juristas, Sérgio Moro foi correto ao divulgar grampos

Lava Jato descobre o Setor de Propina da Odebrecht

Governo sofre derrota no STF e Lula continua fora do ministério

Página 4 Página 5

Metalúrgicos de S. José lançam campanha ‘Fora PT/PMDB/PSDB’

RJ: servidores voltam às ruas e secretário diz que salário poderá ser parcelado novamente

Governo do PR estrangula universidades estaduais exigindo transferência de 80% dos seus recursos

2,5 mil estivadores do Porto de Santos fizeram paralisação de 24 horas por reajuste salarial e direitos

Governo deveria desistir de alterar Previdência, diz Paim

Situação é de fome nas escolas de São Paulo, relata professora

ESPORTES

Página 6

Pacto UE-Turquia agrava a crise com deportação de refugiados

Argentina: pesquisa aponta redução drástica do poder aquisitivo dos 10% mais pobres desde a posse de Macri

Ministro do Trabalho inglês renuncia contra corte no orçamento para apoio a deficientes

Bruxelas: atentados deixam 34 mortos e mais de cem feridos

Exército sírio avança para retomar do EI cidade histórica de Palmira

Página 7

Raúl: ‘Normalização só com fim do bloqueio e volta de Guantánamo’ são essenciais”

Para Cuba, “direitos humanos e direitos sociais são indissolúveis”

Bloqueio dos EUA a Cuba é ‘Plano Marshall’ às avessas: perdas vão a US$ 121 bilhões

FDIM homenageia na ONU Vinnie Burrows, presidente da ‘Mulheres por Igualdade Racial e Econômica’- WREE

Bernie Sanders vence nas primárias internacionais do Partido Democrata

RPDC pede ao CS da ONU para tratar das manobras dos EUA/Seul

Banco dos BRICS começa a operarcom yuan em substituição ao dólar

Okinawa: marine estupra japonesa e multidão exige: fora tropas ianques

Página 8

História da Petrobrás - (5)