José Dirceu recebeu R$ 4,3 milhões para facilitar contubérnio Oi/Portugal Telecom

A Operação Marquês, a Lava Jato lusitana, apurou que o banqueiro Ricardo Salgado fazia chegar às mãos de José Dirceu mesada de R$ 100 mil (em 43 pagamentos do início de 2011 a meados de 2014)
 

Durante o governo Lula o sistema petista desembarcou em Portugal. O assalto aos cofres portugueses juntou elementos daqui e de Portugal dispostos a mamar. De um lado Lula (que articulava) e Dirceu (que recebia a propina), os donos da Oi e da Odebrecht; de outro o primeiro-ministro português José Sócrates, o banqueiro Ricardo Salgado, presidente do Banco Espírito Santo e mais uma série de asseclas.

Entre as transações mais tenebrosamente enroladas figura a “fusão” Portugual Telecom com a Oi. Para carrear empréstimos de bancos públicos (BNDES, Banco do Brasil) os petistas deram uma mão.

Em troca, o braço direito de Lula, recebeu de Salgado uma mesada de 30 mil euros (R$ 100 mil) por mês durante 43 meses. O dinheiro ia para o escritório de advocacia do advogado João Abrantes Serra, ligado ao de Luís Oliveira e Silva, irmão de José Dirceu.

À época da fusão, autorizada pela Anatel, foi propalado que uma grande empresa surgia do negócio, hoje uma massa falida e estupidamente endividada.

Ao que consta, Salgado, através do Grupo Espírito Santo, passou adiante papéis da nova empresa bafejada pela fusão devidamente transformados em “ativos valiosos” com selos de bancos a exemplo do Barclays, Deutsche Bank e Best, sabendo de sua inconsistência financeira. Os portugueses adquirentes dos papéis que agora micaram fundaram uma associação a ALOPE (Associação dos Lesados da PT/Oi) se reúne dia 20 para traçar estratégias jurídicas para tentar reaver ao menos parte do dinheiro que perderam com o conto do vigário.

O Ministério Público português pediu a extensão das argüições por mais três meses e foram negados todos os recursos de José Sócrates – que se fez de vítima dizendo que se sentia caçado - pedindo o afastamento do juiz de instrução Carlos Alexandre (que Sócrates alegava persegui-lo).

Quanto a Salgado, está proibido de dormir fora de sua residência, de se ausentar do país, bem como de contactar com todos os arguidos do processo e ainda com um leque de personalidades ligadas às atividades do Grupo Espírito Santo – como Amílcar Morais Pires e Francisco Machado da Cruz, Álvaro Sobrinho e Rui Guerra (Banco Espírito Santo Angola) e Alexandre Cadosch (presidente do Eurofin).
.  

 


Capa
Página 2
Página 3

Salvação do Brasil é ter eleições gerais já!

Molon protocola pedido de impeachment

Fachin afasta Aécio do Senado

Agendas e foto desmentem Lula

Okamoto e Vaccari na agenda de Léo Pinheiro (Carlos Lopes)

JBS: Mantega recebia a propina e distribuía

Página 4 Página 5

Paim: ‘Quem votar pela PEC da Previdência não volta em 2018’

Com manifestações e panelaço, povo vai às ruas após divulgação de gravações de Temer

“Paramos o Brasil e agora vamos ocupar Brasília”, convocam Centrais em manifesto

Se ‘reforma trabalhista’ for aprovada, Justiça do Trabalho acaba em 5 anos, afirma ministro do TST

Contrato ‘autônomo’ deixará trabalhador sem direitos e garantias, denuncia Juiz

Metalúrgicos de todo o país preparam acampamento no Congresso contra “reformas”

GM deixa 1,5 mil em layoff por 5 meses em São José

ESPORTES - Na Argentina, Flamengo é eliminado da Libertadores

 

Página 6

Gregos em greve geral rechaçam arrocho. Perdas chegam a 52,6%

Mídia cai no ridículo ao divulgar balela de que o cyberataque veio da RPDC

Argentina: professores e estudantes marcham contra ataque de Macri a universidade pública

José Dirceu recebeu R$ 4,3 milhões para facilitar contubérnio Oi/Portugal Telecom

Professores colombianos param por “reajuste que responda à inflação”

Boicote, desinvestimento e sanções a Israel em defesa dos palestinos

Página 7

Homeland aperta em Washington DC cerco ao presidente Trumpov

Chelsea Manning agradece apoio que recebeu do mundo todo ao ser libertada de Fort Leavenworth

Ford anuncia demissão de 20 mil trabalhadores

Marcelo Odebrecht confirma à Procuradoria Geral do México seus subornos na Pemex

Casa Branca nomeia advogado de bancos para regular a moeda

Cruz Vermelha encontra 115 cadáveres na República Centro-Africana, sob intervenção da França

Polícia algema criança de 7 anos em escola nos EUA

Trump suspende plano de mudar a embaixada dos EUA para Jerusalém

Página 8

A Baronesa de Grajaú e outros casos da piedosa caridade dos escravagistas - (3)