Joaquim Barbosa: “a decisão correta é convocar o povo”

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, defendeu eleição direta para a presidência da República em caso de vacância do cargo. "Veja bem, a Constituição brasileira prevê eleição indireta. Mas eu não vejo tabu de modificar Constituição em situação emergencial como esta para se dar a palavra ao povo. Em democracia, isso é que é feito", afirmou na quarta-feira da semana passada (7).

Após solenidade no STF, quando foi descortinado o retrato dele na galeria de ex-presidentes da Corte, Barbosa afirmou que "a falta de liderança política e de pessoas com desapego, pessoas realmente vinculadas ao interesse público, faz com que o País vá se desintegrando". "Eu acho que o momento é muito grave. Caso ocorra a vacância da presidência da República, a decisão correta é essa: convocar o povo", disse.

O ex-ministro do Supremo avaliou que deveria ter havido eleição direta após o impeachment de Dilma Rousseff. "Deveria ter sido tomada essa decisão há mais de um ano, mas os interesses partidários e o jogo econômico é muito forte e não permite que essa decisão seja tomada. Ou seja, quem tomou o poder não quer largar. Os interesses maiores do País são deixados em segundo plano", disse.

Barbosa também admitiu a possibilidade de se candidatar à presidência da República. Segundo o ex-ministro, ele está refletindo sobre o assunto e já conversou, inclusive, com a ex-ministra Marina Silva (Rede) e o PSB, mas disse não saber "se decidiria dar este passo".

De acordo com a BBC Brasil, a principal hipótese é que ele concorra na vice da ex-senadora Marina Silva. Assessores e políticos ligados à Rede disseram à BBC que há uma "hipótese robusta" de que o ex-ministro do STF componha chapa com a fundadora da sigla em 2018. Segundo a Rede, a hipótese dele encabeçar a chapa como candidato a presidente também está sendo avaliada.

O senador Randolfe Rodrigues, também da Rede, estaria mantendo conversas indiretas com Barbosa e também o veria como um bom nome para a chapa ao lado de Marina.

 

Capa
Página 2
Página 3

Procuradores: MP 784 é afronta à Lava Jato

Por 3 a 2, 1ª Turma do STF decide manter a irmã de Aécio na prisão

Aécio desrespeita decisão do STF, diz Janot

Juristas pedem investigação para apurar delitos de Gilmar Mendes

Ato de filiação de João Vicente Goulart ao PPL será na Assembleia Legislativa de SP

Joaquim Barbosa: “a decisão correta é convocar o povo”

Reale: “cúpula do PSDB faz acordo espúrio com Temer”

Fachin nega pedido de Lula para suspender ação do Triplex

Página 4 Página 5

Cresce adesão de categorias em apoio à greve geral dia 30

Curitiba: servidores invadem Câmara e barram votação de pacote que congela salários e arrocha o município

Senadores Paulo Paim e Randolfe repudiam relatório favorável ao PL da reforma trabalhista

Servidores municipais de Alagoas entram em greve por tempo indeterminado contra reajuste salarial zero

Morre mais um funcionário após acidente em sonda da Odebrecht

Luta contra retirada de direitos marca 8º Congresso da Força

ESPORTES - Seleção goleia a Austrália em amistoso de Melbourne : 4 a 0

 

Página 6

Webb: ‘Cortes neoliberais fazem de prédio londrino tragédia anunciada’

“Russia pode fornecer asilo a ex-diretor do FBI” ironiza Putin

Estudantes venezuelanos rechaçam farsa constituinte de Maduro e entrega das riquezas do “Arco Mineiro”

Bolívia: Ministério do Exterior exige que bolivianos presos pelo Chile, ao deterem contrabandistas, sejam liberados

Implicado em subornos da Odebrecht, ex-presidente do Panamá é preso em Miami

Macri corta pensões de 170 mil portadores de necessidades especiais

Página 7

EUA lança bombas de fósforo branco contra cidade de Mossul

Espanha: Banco Popular quebra e é vendido ao Santander por 1 euro

Comitê pela Reunificação conclama todos os coreanos a manter no alto a bandeira da pátria independente e unida

“Plano da Europa para refugiados fracassou”, afirma o alto comissário das Nações Unidas

O tamanho real do desemprego nos EUA
 

Página 8

João Goulart: a luta e as conquistas que corruptos e entreguistas querem usurpar