RS: Sartori fecha 2.256 salas de aula nas escolas e anuncia 924 novas vagas em novos presídios

O governo do Rio Grande do Sul fechou 2256 salas de aula em 2017 ao mesmo tempo em que esta semana anunciou, nesta terça-feira (13) o investimento de R$ 64,9 milhões na construção de três novos presídios no estado.
Parece uma piada de mau gosto, mas é a pura realidade do governo de José Ivo Sartori (PMDB). Segundo a secretária adjunta da Educação, Iara Wortmann, fechar as turmas diminuiria a necessidade de professores e aumentaria a “socialização” dos estudantes.

Em 2017, a Secretaria Estadual da Educação (Seduc) foram cortadas 2.256 turmas nas escolas estaduais de Ensino Infantil, Fundamental e Médio, o que representa um fechamento de 5,3% da rede. Houve a supressão de pelo menos um turno de aula em 301 das 2,5 mil instituições de ensino gaúchas. Diretores temem que o próximo passo seja o fechamento de escolas.

A justificativa do governo é a alta da evasão escolar dos últimos anos. A solução apresentada pelo governo Sartori então foi o fechamento das turmas. O governador peemedebista não entende que um dos fatores que levam a evasão é o aumento expressivo do número de alunos em cada sala de aula, diminuindo a qualidade do ensino e da aprendizagem.

No pacote apresentado por Sartori conta a construção de 3 novos presídios em Viamão, Alegrete e Charqueadas, sendo este último uma unidade federal. O presídio de Charqueadas é o maior e mais caro dos 3, custará R$ 40 milhões, o de Viamão R$24 milhões e o de Alegrete R$ 16,2 milhões. O governo Temer é quem bancará 80% da construção que criará 924 vagas prisionais.

Confrontando o fechamento das salas de aula com a abertura de três novos presídios fica escancarada a política de Sartori. Jogar para as costas do povo suas medidas de arrocho fiscal, trazendo desemprego crescente e em contra partida a população mais pobre que evade a escola, ele oferece uma prisão.


Capa
Página 2
Página 3

Procuradores: MP 784 é afronta à Lava Jato

Por 3 a 2, 1ª Turma do STF decide manter a irmã de Aécio na prisão

Aécio desrespeita decisão do STF, diz Janot

Juristas pedem investigação para apurar delitos de Gilmar Mendes

Ato de filiação de João Vicente Goulart ao PPL será na Assembleia Legislativa de SP

Joaquim Barbosa: “a decisão correta é convocar o povo”

Reale: “cúpula do PSDB faz acordo espúrio com Temer”

Fachin nega pedido de Lula para suspender ação do Triplex

Página 4 Página 5

Cresce adesão de categorias em apoio à greve geral dia 30

Curitiba: servidores invadem Câmara e barram votação de pacote que congela salários e arrocha o município

Senadores Paulo Paim e Randolfe repudiam relatório favorável ao PL da reforma trabalhista

Servidores municipais de Alagoas entram em greve por tempo indeterminado contra reajuste salarial zero

Morre mais um funcionário após acidente em sonda da Odebrecht

Luta contra retirada de direitos marca 8º Congresso da Força

ESPORTES - Seleção goleia a Austrália em amistoso de Melbourne : 4 a 0

 

Página 6

Webb: ‘Cortes neoliberais fazem de prédio londrino tragédia anunciada’

“Russia pode fornecer asilo a ex-diretor do FBI” ironiza Putin

Estudantes venezuelanos rechaçam farsa constituinte de Maduro e entrega das riquezas do “Arco Mineiro”

Bolívia: Ministério do Exterior exige que bolivianos presos pelo Chile, ao deterem contrabandistas, sejam liberados

Implicado em subornos da Odebrecht, ex-presidente do Panamá é preso em Miami

Macri corta pensões de 170 mil portadores de necessidades especiais

Página 7

EUA lança bombas de fósforo branco contra cidade de Mossul

Espanha: Banco Popular quebra e é vendido ao Santander por 1 euro

Comitê pela Reunificação conclama todos os coreanos a manter no alto a bandeira da pátria independente e unida

“Plano da Europa para refugiados fracassou”, afirma o alto comissário das Nações Unidas

O tamanho real do desemprego nos EUA
 

Página 8

João Goulart: a luta e as conquistas que corruptos e entreguistas querem usurpar