Luta contra retirada de direitos marca 8º Congresso da Força 

Encerrou-se nesta quarta-feira, 14, o 8º Congresso Nacional da Força Sindical, realizado em Praia Grande, litoral de São Paulo, desde segunda-feira, 12. Com 2.392 delegados inscritos, de 28 delegações, o encontro foi marcado pela unidade dos trabalhadores na luta contra os projetos do governo que retiram direitos, como os ataques à Previdência e aos direitos trabalhistas. De acordo com a central, o Congresso mostrou que os trabalhadores estão construindo uma “unidade de ação em prol de uma sociedade justa, com emprego, renda, saúde, educação, transporte, moradia e dignidade para todos”.

O presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, foi reeleito, e afirmou que a Central “terá força na base, na mobilização e enfrentará as reformas trabalhista e previdenciária”.

Para Miguel Torres, presidente da CNTM e do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo/Mogi das Cruzes, reeleito vice-presidente da Força Sindical, “temos que ter o compromisso de unir o movimento sindical, em todos os estados, e eleger uma expressiva bancada parlamentar da Força Sindical para o Congresso Nacional. Não podemos ficar à mercê de parlamentares contrários aos interesses da classe trabalhadora”, afirmou.

Durante o Congresso, a palavra de ordem “Fora Temer” foi entoada por diversos momentos. Após a plenária de abertura, os mais de 3 mil trabalhadores presentes saíram em manifestação pelas ruas da cidade entoando além de “Fora Temer”, e um sonoro “Não roubem as nossas aposentadorias”.

Na avaliação de Paulinho mesmo com as manobras do governo, é possível fazer alguma negociação com o governo. “Estamos agora num processo de negociação, de tentar corrigir os defeitos dessa maléfica reforma. Acho que a gente tem de rediscutir”, disse, defendendo ainda o Ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, que foi recebido com forte vaia pelos trabalhadores presentes no Congresso. 


Capa
Página 2
Página 3

Procuradores: MP 784 é afronta à Lava Jato

Por 3 a 2, 1ª Turma do STF decide manter a irmã de Aécio na prisão

Aécio desrespeita decisão do STF, diz Janot

Juristas pedem investigação para apurar delitos de Gilmar Mendes

Ato de filiação de João Vicente Goulart ao PPL será na Assembleia Legislativa de SP

Joaquim Barbosa: “a decisão correta é convocar o povo”

Reale: “cúpula do PSDB faz acordo espúrio com Temer”

Fachin nega pedido de Lula para suspender ação do Triplex

Página 4 Página 5

Cresce adesão de categorias em apoio à greve geral dia 30

Curitiba: servidores invadem Câmara e barram votação de pacote que congela salários e arrocha o município

Senadores Paulo Paim e Randolfe repudiam relatório favorável ao PL da reforma trabalhista

Servidores municipais de Alagoas entram em greve por tempo indeterminado contra reajuste salarial zero

Morre mais um funcionário após acidente em sonda da Odebrecht

Luta contra retirada de direitos marca 8º Congresso da Força

ESPORTES - Seleção goleia a Austrália em amistoso de Melbourne : 4 a 0

 

Página 6

Webb: ‘Cortes neoliberais fazem de prédio londrino tragédia anunciada’

“Russia pode fornecer asilo a ex-diretor do FBI” ironiza Putin

Estudantes venezuelanos rechaçam farsa constituinte de Maduro e entrega das riquezas do “Arco Mineiro”

Bolívia: Ministério do Exterior exige que bolivianos presos pelo Chile, ao deterem contrabandistas, sejam liberados

Implicado em subornos da Odebrecht, ex-presidente do Panamá é preso em Miami

Macri corta pensões de 170 mil portadores de necessidades especiais

Página 7

EUA lança bombas de fósforo branco contra cidade de Mossul

Espanha: Banco Popular quebra e é vendido ao Santander por 1 euro

Comitê pela Reunificação conclama todos os coreanos a manter no alto a bandeira da pátria independente e unida

“Plano da Europa para refugiados fracassou”, afirma o alto comissário das Nações Unidas

O tamanho real do desemprego nos EUA
 

Página 8

João Goulart: a luta e as conquistas que corruptos e entreguistas querem usurpar