É urgente o fim do foro privilegiado, diz Fachin 

O ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), defendeu a extinção urgente do foro privilegiado na segunda-feira (9).

"O foro privilegiado é uma exceção não justificada no sistema republicano e sua extinção urge", afirmou o ministro durante sua participação no 6º Fórum Nacional de Juízes Federais Criminais (Fonacrim), promovido pela Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre (RS).

Para Edson Fachin, o foro privilegiado (ou foro especial por prerrogativa de função) é o responsável pela impunibilidade, uma vez que o privilégio retarda os processos, o que faz diversos processos prescreverem, perder o prazo da punição para quem detém o foro.

Segundo o ministro, a lei é seletiva no Brasil, beneficiando apenas quem tem dinheiro e condições de usar brechas na legislação para evitar a prisão. "Temos um sistema injusto, seletivo e desigual entre o segmento social mais abastado e aquele dos cidadãos desprovidos de privilégios. [...] A inefetividade da Justiça em certos segmentos sociais tem a causa mais evidente na morosidade da prestação jurisdicional, com um sistema recursal irracional", disse o ministro.

"Cabe a nós, magistrados, impor resposta aos que tiverem seus crimes comprovados. Devemos estar conscientes de que a parcela privilegiada pela seletividade do sistema penal se empenha em fazer crer que estamos colocando em perigo garantias individuais. Mas devemos seguir adiante, ainda que falhas possam ocorrer. Os tempos de agora são íngremes e precisamos seguir agindo com ousadia, temperança, confiança, serenidade e firmeza", avaliou.

A declaração do ministro Fachin está na contramão do seu colega Gilmar Mendes, que faz questão de julgar e tomar decisões (concessões de habeas corpus) sempre a favor dos bandidos ricos, como Roger Abdelmassih, Daniel Dantas, Eike Batista, Jacob Barata (da máfia dos ônibus no Rio) e outros endinheirados. Também na segunda-feira, Gilmar Mendes disse que o STF deve evitar tomar decisões"panfletárias e populistas", referindo-se ao caso de Aécio Neves. O Supremo deverá julgar nesta quarta-feira (11) uma ação direta de inconstitucionalidade (Adin) que pede ao tribunal para considerar a possibilidade do Congresso rever, em até 24 horas, qualquer medida cautelar imposta a deputados e senadores, como suspensão do mandato e recolhimento domiciliar. A primeira turma do STF recusou a prisão de Aécio pedida pelo ex-procurador da República, Rodrigo Janot, e decidiu afastá-lo do cargo e pelo recolhimento noturno. O Senado quer votar se acata ou não a decisão do STF. Gilmar quer livrar Aécio, além de Temer e parte do Senado implicada em processos de corrupção.

 

Capa
Página 2

Página 3

Auxiliar de Temer é flagrado tratando de propina com JBS

Temer sanciona lei do Fundão bilionário

Para pesquisa, 70% não vê diferença entre PT e PSDB; 63,7% não votariam em candidatos desses partidos

Juiz Sérgio Moro cobra de Lula os originais dos recibos dos aluguéis

Exposição na Câmara presta homenagem a João Goulart

Temer obstrui a Justiça trocando deputados na CCJ

É urgente o fim do foro privilegiado, diz Fachin

Gilmar Mendes é alvo de outro tomataço em S. Paulo

AGU de Temer envia ao STF parecer a favor de Aécio

Página 4 Página 5

Cobap organiza audiência para combater ataque à Previdência

“Querem é livrar a cara dos maiores devedores da Previdência e descontar no trabalhador”, diz dep. Faria de Sá

“Reforma trabalhista não será aplicada acima da Constituição”, afirmam juízes do Trabalho

GM: Metalúrgicos de S. J dos Campos rejeitam acordo sem aumento real e que corta direitos

Para Superior Tribunal Justiça, suspender auxílio-doença sem perícia médica é ilegal

Correios aceitam acordo que renova ACT e encerram greve

Redução de direitos: Petroleiros rejeitam proposta e encerram assembleias defendendo greve

Justiça do RJ proíbe governo de cortar salários de grevistas

 

 

Página 6

Espanhóis se unem por diálogo e na condenação à repressão de Rajoy

“Joan Manuel Serrat: “governo espanhol deve conversar com as forças catalãs”

“Ganhamos o direito à independência, mas propomos o caminho do diálogo”, afirma chefe do governo catalão

“Norte-americanos entregaram 1.421 caminhões com armas e equipamentos a terroristas do EI”, afirma general sírio

Turquia responde a veto dos EUA a cidadãos turcos e suspende a emissão de vistos a norte-americanos

Encontro de comunicadores anti-imperialistas reafirma o legado guevarista

Página 7

Evo: “Che vive na luta contra o império e em defesa dos povos”

    Apontamentos de Che sobre um livro famoso

    Partido do Trabalho completa 72 anos à frente da construção socialista na RPDC

    Air Berlin, a 2ª maior empresa aérea alemã, está insolvente há três meses e vai demitir 1.400


 

Página 8

Apontamentos de Che sobre um livro famoso