CARTAS

horadopovo@horadopovo.com.br

 

Gestão

R$ 58 bilhões é a dívida que o atual prefeito deixa para a cidade e seus contribuintes pagadores de impostos, uma quantia escandalosa como nunca se viu antes. Onde será que foi investido tal montante, porque a fila por vagas em creches continua crescendo, muita dificuldade em encontrar vagas para a 1ª série nas escolas municipais, os tão esperados cursos técnicos municipais em parceria com a ETEC Paula de Souza é mais uma visão (?), nas UBS não há médicos nem medicação, as tão propagadas AMAs são verdadeiros ‘lava-rápido’ (tal é a rapidez no atendimento, claro, quando consegue ser atendido) e também há ausência de médicos, a construção dos Hospitais da Brasilândia, Parelheiros e Vila Matilde não saíram do papel, as UBS que foram prometidas para os Jardins Brasília, Peri, Damasceno também não passam de uma lenda, o transporte público padece e o tempo que se perde aguardando nos pontos de ônibus é grande, as ruas continuam esburacadas e os Terminais de ônibus de Vila Nova Cachoeirinha, Santana, Parque D. Pedro, Barra Funda, Bandeiras... são verdadeiros criadouros de pombos, não sei qual é o órgão que pode minimizar essa imensa população de ‘ratos voadores’! O que foi feito para melhorar o transito das Av. M’ Boi Mirim, Vereador José Diniz, Salim Farah Maluf, Jacu Pêssego, Raimundo Pereira de Magalhães, Deputado Cantídio Sampaio, Parada Pinto, Cruzeiro do Sul e Rua Conselheiro Saraiva? Foi criada alguma ciclofaixa na periferia? Tem um negócio chamado ‘controlar’ que controla o quê mesmo? Onde foram investidos tantos bilhões?

João Barbosa da Silva – São Paulo, SP

 

Política nefasta

Estamos a menos de um mês da realização do primeiro turno das eleições para vereadores e prefeitos. Diante do que vejo posso afirmar com segurança que não existem bons horizontes para os aposentados e pensionistas, se dermos sequência nos governos que estão no comando de nosso País, de nossa cidade. Aos aposentados e pensionistas quero lembrar que esta política nefasta implantada pelo governo de FHC, mas que o governo do consórcio PT/PMDB e outros menores só trouxeram tristezas, redução do valor do poder aquisitivo e, em consequência, um empobrecimento dos aposentados e pensionistas. Aos trabalhadores da ativa, digo quase a mesma coisa, pois vocês estão sendo obrigados a contribuírem pelo salário que ganham, mas serão aposentados somente por um salário mínimo de contribuição.

Alcides dos Santos Ribeiro – Campo Grande, MS

 



Capa
Página 2
Página 3

Espionagem dos EUA: Brasil repudia sequestro de David

Sindicato dos Jornalistas repudia “agressões de grupelhos fascistas nos protestos do Rio”

Para Dilma, é o fator previdenciário, e não as desonerações, que prejudica a Previdência

PPL divulga a mobilização das centrais no dia 30 e quer a mudança da política econômica

Tarso: “resolver a dívida interessa ao país, e não só ao Rio Grande do Sul”

Juízes e OAB apoiam ministro Lewandowski e condenam mais uma prepotência de Barbosa

Página 4 Página 5 Página 6

O favorecimento explícito e ilegal às multinacionais no leilão do pré-sal

Página 7 Página 8

25 policiais assassinados em massacre no Egito

Colombianos em greve exigem investimento em saúde e educação

Líder do Líbano condena atentado por terroristas sírios em Beirute

Egípcios lançam movimento contra ingerência dos EUA

Economia da Argentina cresce 5,1% no semestre

Equador: Chevron terá a resposta que merece