Ano 2017
Edição 3520
22 e 23 de Março

Depois de pagar R$ 400 por sapato chinês

Em desagravo à carne brasileira Temer serviu só carne importada

Mané da Piada Pronta não consegue sequer ligar o tico com teco

Depois de reunir os embaixadores de outros países para contestar a Operação Carne Fraca, da PF, Temer convidou-os para comer carne brasileira na churrascaria Steak Bull. Depois que foi divulgado que a churrascaria não usava carnes brasileiras, o Planalto desmentiu. No entanto, um dos gerentes do estabelecimento, em entrevista gravada, afirmou que "a gente não trabalha com carne brasileira, só europeia, australiana e uruguaia. A gente não trabalha com marcas nacionais, com JBS, com Friboi, mesmo porque a qualidade delas caiu há três anos já, é só marketing mesmo".

Edição 3519
17 a 21 de Março


Povo exige fim de ataques contra a Previdência e CLT

Temer vai acabar levando uma Greve Geral no meio das fuças

Mais de um milhão de pessoas, até pelas estimativas da mídia que apoia a locupletação de alguns rentistas – bancos, fundos estrangeiros, parasitas e pistoleiros do "mercado" financeiro - com o dinheiro das contribuições que a Constituição destina à Previdência – no Rio, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Recife, Belo Horizonte, Fortaleza, Brasília, todas as capitais e as principais cidades de cada Estado – manifestaram-se quarta-feira contra o assalto à Previdência Social, de Meirelles e Temer, através da Proposta de Emenda Constitucional nº 287 (PEC 287). Com um governo inteiramente desmoralizado, que inventa "déficits da Previdência" quase diariamente – e quase diariamente inventa outros números, devido ao seu rápido mergulho na falta de credibilidade ou seu desmascaramento galopante – o país prepara-se para ainda maiores batalhas. E quanto mais o governo mente e mostra que seu objetivo é deixar os brasileiros sem aposentadoria, imersos em aflição na velhice, mais a revolta se espalha pelo Brasil. "Nós não vamos permitir que meia dúzia de ladrões, a maior parte com seus crimes já revelados pela Operação Lava Jato, tirem de todo um povo – o nosso, a que temos orgulho de pertencer – até mesmo a aposentadoria, tão rebaixada nos últimos anos", declarou Ubiraci Dantas de Oliveira, presidente da CGTB. Veja cobertura nas páginas 3, 4, 5 e 8.

Edição 3518
15 e 16 de Março

Governo pensa que o povo é besta

Não tem déficit na Previdência, o que tem é muito roubo

Temer e Meirelles querem desviar mais uns bilhõezinhos, obrigando brasileiros a descontar mais e se aposentar menos

Meirelles arrumou esta semana mais um número para o suposto "déficit da Previdência". Em algumas semanas, era o quarto número que o vigarista forjicava. Alguns minutos depois, no mesmo evento – um seminário do jornal escravagista "O Estado de S. Paulo" - o secretário da Previdência aumentou o déficit de Meirelles em R$ 90 bilhões ou +50%. Se continuar desse jeito, os falsários, dentro em breve, emitirão um déficit a cada minuto, sem que as contas da Previdência, que são superavitárias, mudem em nada. Tudo para roubar os que trabalham, deixando-os sem aposentadoria, à mercê dos tubarões dos bancos e suas "previdências privadas" - e se apropriar das contribuições que financiam a Previdência Social. Se há algo que prejudica a Previdência, são os desvios feitos pelo governo (a DRU), as desonerações para aumentar a margem de lucro dos monopólios, e ladrões como Meirelles, Temer, Lula, Padilha.

Edição 3517
10 a 14 de Março

Triplex e sítio de Atibaia eram só o cafezinho


Odebrecht confirma: Lula é o 'Amigo' nas planilhas da propina

Corrupto e farsante ele também usava Palocci e Mantega como mulas

Hilberto Mascarenhas, o chefe do "Departamento de Operações Estruturadas" - o departamento de propina da Odebrecht – e o próprio Marcelo Odebrecht, identificaram Lula como o "Amigo" ou "Amigo de EO [Emílio Odebrecht]" da lista de propinas, que embolsou, pelo menos, R$ 23 milhões. A lista foi organizada por Mascarenhas, que também inventou os codinomes para cada corrupto: "Angorá" para Moreira Franco, "Índio", para Eunício Oliveira, "Justiça" para Renan Calheiros, "Mineirinho", para Aécio Neves e "Amigo" ou "Amigo de EO" para Lula.

Edição 3516
08 e 09 de Março

Bandalheira com dinheiro de quem trabalha

Temer quer assaltar Previdência forçando povo a pagar mais e se aposentar menos

Governo faz manipulação contábil para o superávit parecer déficit, diz Anfip

O ataque à Previdência, de Temer e Meirelles, é algo que nem a ditadura (nem os nazistas) tentaram fazer com as aposentadorias. Trata-se de impedir quem trabalha de se aposentar, entregando-o à exaustão até a morte, para desviar as contribuições que a Constituição hoje destina à Previdência, para bancos, fundos estrangeiros e outros parasitas que se empanzinam com juros, além dos ladrões que são o círculo de Temer. Para isso, vale qualquer canalhice – mentir, forjar "déficits", ameaçar deputados. Temer está pedindo à sua base que se suicide eleitoralmente, sendo cúmplice nesse crime.

Edição 3515
24 a 07 de Março

Temer indicou e a quadrilha aprovou


Réus da Lava Jato colocam Xandão no Supremo para zombar da Justiça

Estão brincando com a paciência do povo

Nomeado por um presidente denunciado por pedir propina para a Odebrecht, com um governo que tem sete ministros implicados na Lava Jato, sabatinado no Senado por uma CCJ que tem 17 de seus 27 membros sob provas de que receberam propina – sobretudo o presidente, Lobão, e o relator, Braga – Alexandre de Moraes, conhecido como Xandão, tornou-se ministro do STF, no lugar do tragicamente desaparecido ministro Teori Zavascki. Com seus patrocinadores e eleitores sem conseguir dormir com medo da cadeia e do juiz Moro, Xandão anunciou que é a favor da Lava Jato e será "absolutamente capaz de atuar com absoluta imparcialidade" nos processos em que eles forem réus.

Edição 3514
22 e 23 de Fevereiro

Juiz não quer impunidade para político ladrão

Foro privilegiado é incompatível com a democracia, afirma Fachin do Supremo

O STF tem mais de 500 processos de políticos esperando a vez na fila

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, declarou que o foro privilegiado é "incompatível com o princípio republicano, que é o programa normativo que está na base da Constituição brasileira". Numa república e numa democracia, todos deveriam ser iguais perante a lei. No entanto, no Brasil, estabeleceu-se um escudo de privilégio para políticos ladrões, impedindo, por exemplo, que a força-tarefa da Lava Jato e o juiz Moro possam investigar e julgar ministros, senadores e deputados que receberam propina para deixar que a Petrobrás e o povo fossem assaltados.

Edição 3513
17 a 21 de Fevereiro

Moreira recebeu propina da Odebrecht


Temer dá a ministro citado 34 vezes por roubo na Lava Jato um foro privilegiado

A decisão de Mello no STF tira o vulgo Angorá do alcance do juiz Moro

Temer empenhou seus tortuosos esforços para dar a cobertura do foro privilegiado a Moreira Franco, nomeando-o ministro. Moreira, o "Angorá" da lista de propinas da Odebrecht, foi denunciado no depoimento do ex-diretor desse grupo por pedir e receber suborno. A sentença do ministro Celso de Melo, do STF, deixa impune um comprovado ladrão, cujo objetivo era escapar das investigações, e, em especial, do juiz Moro. Mas é verdade que Temer, ao conceder foro privilegiado a Moreira, está, antes de tudo, protegendo a si mesmo, como chefe da quadrilha.

Edição 3512
15 e 16 de Fevereiro

Pezão e Picciani no comando da bandalheira

Cabral está preso mas sua quadrilha domina Governo e Assembleia no Rio

Ordem é assaltar o patrimônio público, arrochar servidores e desassistir o povo

O Rio de Janeiro, um dos três Estados brasileiros de maior produção industrial, com 74,5% da extração de petróleo do país – e, também, onde se localiza a cidade mais famosa do Brasil – está sendo destruído por uma quadrilha, mesmo depois que o capo Sérgio Cabral Filho foi morar em Bangu. Implicados na Lava Jato, Picciani e Pezão - já cassado, por receber propina, mas ainda no cargo até a sentença ser confirmada – pretendem aprovar o pacote acordado com Meirelles e Temer. A conflagração, no entanto, tomou as ruas. É urgente, sente o povo, demolir essa estrebaria.

Edição 3511
10 a 14 de Fevereiro

Arrocho fiscal mergulha o ES no caos


Polícia não volta à rua sem o reajuste por não ser lacaio de político ladrão

Governo que não paga nem a polícia tem mais é que entregar o boné

Com a Polícia Militar em greve, a Polícia Civil votando a continuação da greve iniciada na quarta-feira, com 101 mortos desde sábado até quinta pela manhã, o Espírito Santo se tornou uma demonstração concreta e inapelável da convulsão a que o esbulho fiscal está levando o país. Todas as afirmações sobre o "dever de casa" - isto é, o corte de recursos no atendimento ao povo para transferi-los a bancos, fundos e outros rentistas – do governador Hartung, assim como sua campanha de marketing de dois anos, esboroaram-se em três dias.

Edição 3510
08 e 09 de Fevereiro

Para ser revisor dos processos da Lava Jato

Temer põe advogado do PCC para ocupar vaga de Teori no STF

Alexandre de Moraes defendeu a Transcooper (do PCC) em 123 ações na Justiça de São Paulo

Alexandre Moraes, indicado por Temer para o STF, foi advogado em 123 processos da Transcooper, cooperativa de perueiros que lavava dinheiro de tráfico do PCC. Além disso, foi advogado de Eduardo Cunha – hoje hospedado em Curitiba – num processo por falsificação de documentos. Moraes, se aprovado para substituir Teori Zavascki, será revisor dos processos da Lava Jato – isto é, daqueles que atingem réus com foro privilegiado, como Renan, Jucá, e, possivelmente, Temer.

Edição 3509
03 a 07 de Fevereiro

Corruptos comandam Executivo e Legislativo


Índio da Lava Jato é escolhido cacique do Senado Federal

E Judiciário está por um fio. Sem Eleições Gerais Já, resultado será sangue nas ruas

O senador Eunício de Oliveira (PMDB-CE), na lista secreta de recebedores de propina da Odebrecht com o codinome "Índio", foi eleito presidente do Senado, na quarta-feira, com o apoio de Michel Temer, dos tucanos, do PT, do PCdoB e afins. Segundo o relato do diretor da Odebrecht, Cláudio Melo Filho, para a força-tarefa da Lava Jato, Eunício recebeu propina de R$ 2,1 milhões da empreiteira para que ajudasse a aprovar uma medida provisória que atendia aos interesses bilionários dela.

Edição 3508
01 e 02 de Fevereiro

Golpistas estão testando o terreno

Reeleição ilegal de Maia é aperitivo para a de Temer em 2018

Candidatos solicitam ao STF que barre agressão a regimento e Constituição

Por que Temer, com outras opções, se apegou à candidatura ilegal, inconstitucional, de Rodrigo Maia à reeleição para presidente da Câmara? Por coincidência, o caso de Maia é igual ao seu, proibido de se candidatar à reeleição em 2018, depois de assumir a presidência no primeiro e no segundo mandato de sua dupla com Dilma. O que quer Temer, ao patrocinar a eleição de um candidato, por cima da lei, pertencente a um partido secundário da base governista, que é apenas mais um rapaz medíocre e reacionário, eleito pelo pai, como outros que existem na Câmara?

Edição 3507
27 a 31 de Janeiro

Só quem vive de renda é que ganha


Desemprego cresce 158% em dois anos de Levy e Meirelles

De 2014 para 2016, mais 7.513.392 trabalhadores ficaram sem ocupação

A devastação promovida por Dilma/Levy e Temer/Meirelles é a maior de toda a história do país. Ao desgoverno dilmista sucedeu o desgoverno temerista, para fazer a mesma coisa: transferir renda e propriedade dos trabalhadores e empresários nacionais produtivos para as quadrilhas financeiras. Em 2015 e 2016, 7,5 milhões de trabalhadores perderam o emprego, aumento de 158% em relação a 2014. Enquanto a pobreza e a miséria campeiam, os bancos e outros rentistas, sobretudo externos, aumentam seus ganhos à custa de saquear os recursos do povo e destruir o país.

Edição 3506
25 e 26 de Janeiro

"Não é cabível aguardar fim do recesso"

OAB pede a Carmen que homologue já os 77 depoimentos do grupo Odebrecht

Em nota, entidade diz que a interrupção dos trabalhos seria grave

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, defendeu, no domingo, que a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, considere assumir, de imediato, o processo de homologação dos depoimentos feitos por 77 executivos da Odebrecht no âmbito do acordo de colaboração premiada da empresa com representantes do Ministério Público Federal (MPF) responsáveis pela Lava Jato. Lamachia afirmou que "é preciso atender ao desejo da sociedade brasileira de que a Lava Jato seja conduzida com celeridade no STF". "Até mesmo em nome da memória do ministro Teori e do trabalho que estava fazendo", argumentou.

Edição 3505
20 a 24 de Janeiro

Temer leva o país à beira do abismo


Caos nos presídios, na economia, e falta de vergonha na cara

Roubalheira, recessão e ataque aos direitos trabalhistas seguem devastando o Brasil

Nunca, em tempo algum, a situação do país foi tão crítica – milhões de desempregados, empresas falindo ou fechando aos milhares, o roubo campeando pela máquina pública a partir da cúpula do governo, a nação agredida por bandidos que querem tirar direitos do povo, as cabeças rolando nos presídios, as universidades que não conseguem abrir o ano letivo. A dupla Temer/Meirelles, que continuou a política de Dilma, é o retrato físico e moral da quadrilha que infelicita o país.

Edição 3504
18 e 19 de Janeiro

'Por um carguinho e suas mordomias'

Para Ciro, conchavo PT-Temer na Câmara é uma traição imoral

"PT perdeu inteiramente a noção de país, de Nação e de interesse público", declarou o ex-governador

O ex-governador Ciro Gomes declarou que o apoio do PT aos candidatos de Temer à presidência da Câmara e do Senado, significa que "perderam completamente a noção de País, de Nação e de interesse público. Trocar o restinho de respeitabilidade por um carguinho e suas mordomias seria nada menos do que TRAIÇÃO!". Segundo deputados petistas, eles discutirão se apoiam Rodrigo Maia (Dem/RJ) ou seu step, Jovair Arantes. Ambos se comprometeram a tentar barrar a Operação Lava Jato.